Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Em Porto Alegre, lideranças de Erechim defendem manutenção de cursos técnicos do Colégio Haidée

Em Porto Alegre, lideranças de Erechim defendem manutenção de cursos técnicos do Colégio Haidée

por Giulianno Olivar publicado 12/02/2019 11h24, última modificação 12/02/2019 11h24

As últimas semanas têm sido tensas e de expectativa para uma das mais tradicionais instituições de ensino de Erechim. Devido a um impasse com o governo estadual, os cursos técnicos de Eletrotécnica, Mecânica e Contabilidade, oferecidos pelo Colégio Haidée Tedesco Reali, correm o risco de serem inviabilizados, mesmo com cerca de 120 estudantes já matriculados para as turmas de 2019. Diante deste preocupante cenário, os 17 vereadores do Poder Legislativo de Erechim têm se empenhado para dar um desfecho positivo à situação. Na última segunda-feira (11), representando a Câmara Municipal, o presidente Alderi Oldra (PT) e o vereador Emerson Schelski (PSDB) realizaram uma série de reuniões em Porto Alegre, com órgãos do governo e da Assembleia Legislativa.

A comitiva erechinense contou, ainda, com a presença do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Altemir Barp, do diretor do Colégio Haidée, Darlan da Rocha, e do professor de Mecânica, conselheiro fiscal da Unindustria e diretor da Faculdade Anglicana de Erechim (FAE) Reginaldo Bolis. Juntamente com os deputados estaduais Mateus Wesp (PSDB) e Zilá Breitenbach (PSDB) e do deputado federal Lucas Redecker (PSDB), o grupo manteve agendas pela manhã com a coordenadora especial do gabinete do governador Eduardo Leite, Michele Petry; com a chefe de gabinete do vice-governador Ranolfo Vieira Júnior, Flávia Colossi – esta última, com auxílio do vereador Claudemir de Araújo (PTB) e do futuro secretário estadual de Desenvolvimento Econômico Dirceu Franciscon.

Secretário da Educação garante continuidade de cursos

À tarde, com apoio do vereador Renan Soccol (PSDB), a comitiva se reuniu com o secretário estadual da Educação, Faisal Karam, e o diretor-geral da secretaria, Paulo Magalhães (foto). “Explanamos nossa preocupação e a angústia de toda a comunidade escolar, bem como dos poderes Executivo e Legislativo, ACCIE e Unindustria”, afirma Oldra, que é coordenador pedagógico do Colégio Haidée. De acordo com o vereador, o secretário foi receptivo às solicitações. “Após explicações e justificativas, fomos compreendidos e recebemos a garantia de continuidade dos cursos em Eletrotécnica e Mecânica Integrados ao Ensino Médio diurno e Subsequentes noturno, inclusive com os recursos humanos para a turma de segundo ano de Eletrotécnica Integrado ao Ensino Médio diurno”, completa Oldra.

Outras demandas

Ainda na capital gaúcha, o grupo erechinense visitou o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), onde tratou sobre questões relacionadas ao Distrito Industrial Norte Davide Zorzi. Posteriormente, os representantes da Capital da Amizade reforçaram os pedidos ao governador Eduardo Leite, que na ocasião dava posse ao secretário da Agricultura, Covatti Filho, e realizava a entrega de veículos para a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul (Emater/RS). “Todos esses contatos, muitos com apoio, também, do prefeito Luiz Francisco Schmidt, que geraram resultados significativos e de uma relevância imensurável para o Colégio Haidée, para Erechim e todo o Alto Uruguai. Retornamos satisfeitos com os resultados alcançados”, destaca Oldra.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.